A GOVERNANÇA CORPORATIVA COMO INSTRUMENTO PARA EVITAR A FALÊNCIA DE EMPRESAS

Resumo

Com o decorrer dos anos, a necessidade de controle tornou-se evidente nas empresas, pois, muitos casos fraudulentos de informações financeiras, contábeis, sociais e ambientais ocorreram ao redor do mundo. Diversas empresas, chegaram a falência, outras tiveram suas operações prejudicadas. Com o advento da Lei Sarbanes-Oxley é possível controlar de forma evidente os possíveis erros e fraudes que podem ocorrer nas empresas. Casos como Enron, um dos maiores escândalos contábeis dos Estados Unidos, Petrobrás o maior escândalo de corrupção do mundo que se tem notícia até os dias atuais, além do Caso do Grupo OGX que tiveram suas informações falsificadas e levando os stakeholders comentem erros em seus investimentos, junto a essas empresas, em outros casos perderem todos os seus valores investidos. Com essas informações, o objetivo desta pesquisa é apresentar a importância da governança corporativa para a sobrevivência das organizações no mercado atual. As hipóteses a serem trabalhadas as empresas estão adotando a governança corporativa como ferramenta de gestão. A Metodologia utilizada nesta pesquisa é a bibliográfica, utilizando-se arquivos secundários como: revistas, jornais, relatórios de sustentabilidade, artigos acadêmicos e sites das organizações empresariais. Observa-se nas conclusões que sem a Governança Corporativa, as empresas tendem a terem dificuldades, chegando a possíveis falências.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALMEIDA, Roseane Marques de; PEDROSA, Antonio José Gomes; CAVALCANTE JÚNIOR, Florisvaldo Cunha; SOARES, Tiago Ferreira. Influências da crise sobre a utilização das práticas de Governança Corporativa pelas empresas brasileiras de Capital Aberto listadas na MB & FBOVESPA. Revista Mangaio Acadêmico, v. 2, n. 3, jul/dez, 2017 – ISSN 2525-2801. Disponível em: <http://revistadireitobh.estacio.br/index.php/mangaio/article/viewFile/4161/2070>. Acesso em março de 2018.

ASSOCIAÇÃO DOS ANALISTAS E PROFISSIONAIS DE INVESTIMENTO DO MERCADO DE CAPITAIS – APIMEC. Código Brasileiro de Governança Corporativa – Companhias Abertas. Disponível em: <http://www.apimec.com.br/apimec/show.aspx?id_canal=186&id_materia=36835>. Acesso em março de 2018.

BARROS, Adriano David Monteiro de. Governança corporativa no setor público: um estudo bibliométrico entre o período de 2000 a 2015. Disponível em: <http://dspace.bc.uepb.edu.br/jspui/handle/123456789/12565>. Acesso em março de 2018.

BRASIL. Lei n. 6.404, de 16 de dezembro de 1976. Dispõe sobre as Sociedades por Ações. Presidência da República Casa Civil- Subchefia para Assuntos Jurídicos. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L6385original.htm>. Aceso em março de 2018.

CARVALHO, Antonio Gledson de. Governança corporativa no Brasil em perspectiva. Revista de Administração, São Paulo, v. 37, n. 3, p. 19-32, jul./set. 2002.

HENDRIKSEN, Elton S.; BREDA, Michael F. Van. Teoria da contabilidade. São Paulo: Atlas 1999.

CELLA, Ricardo Sartori; RECH, Ilirio José. Caso Petrobras: A Lei De Benford Poderia Detectar a Fraude? Revista de Gestão, Finanças e Contabilidade, v. 7, n. 3, p. 86-104, 2017. Disponível em: <http://www.revistas.uneb.br/index.php/financ/article/view/3665/2433>.Acesso em março de 2018.

CUNHA, Edmar. Governança Corporativa: As Relações entre a Estrutura do Conselho de Administração e o Desempenho Econômico nas Empresas Brasileiras De Capital Aberto. Projetos, dissertações e teses do Programa de Doutorado e Mestrado em Administração, v. 8, n. 1, 2017. Disponível em: < http://hdl.handle.net/10183/172522 >. Acesso em março de 2018.

CUNHA, Marcio Augusto Miguel. Relação Entre Níveis de Governança Corporativa e Criação de Valor Para o Acionista. XX SEMEAD Seminários em Administração, novembro de 2017. Disponível em: <http://login.semead.com.br/20semead/arquivos/1272.pdf>. Acesso em março de 2018.

ELECONOMISTA. Eike Batista: Entenda por que a OGX está derretendo. 2013. Disponível em:<http://www.eleconomistaamerica.com.br/empresas-eAm brasil/noticias/4965359/07/13/Eike-Batista-Entenda-porque-a-OGX-esta-derretendo.htm>. Acesso em março de 2018.

FOLHA DE SÃO PAULO. Auditoria faz novo pedido de informação para assinar balanços da Petrobras. Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2015/04/1618386-auditoria-faz-novo-pedido-de-informacao-para-assinar-balancos-da-petrobras.shtml>. Acesso em março de 2018.

GOMES DA SILVA, Adriano; ROBLES JUNIOR, Antonio. Os impactos na atividade de auditoria independente com a introdução da lei Sarbanes-Oxley. Revista Contabilidade & Finanças-USP, v. 19, n. 48, 2008. Disponível em: <http://www.redalyc.org/html/2571/257119523010/>. Acesso em março de 2018.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GOVERNANÇA CORPORATIVA - IBGC. Código das melhores práticas de governança corporativa. Disponível em: . Acesso em março de 2018.

LIMA, Samantha. Auditoria faz novo pedido de informação para assinar balanços da Petrobras, 2015. Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2015/04/1618386-auditoria-faz-novo-pedido-de-informacao-para-assinar-balancos-da-petrobras.shtml>. Acesso em março de 2018.

MARTINS, J. C. Produção científica sobre governança corporativa aplicada no setor público nos principais congressos no Brasil. 2018. 25f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Contábeis) – Universidade Estadual da Paraíba, Centro de Ciências Sociais Aplicadas, 2018. Disponível em: <http://dspace.bc.uepb.edu.br/jspui/handle/123456789/15536>. Acesso em março de 2018.

MENDONÇA, Mark Miranda de et al. O impacto da Lei Sarbanes-Oxley (SOX) na qualidade do lucro das empresas brasileiras que emitiram ADRs. Revista Contabilidade & Finanças-USP, v. 21, n. 52, 2010. Disponível em: <http://www.redalyc.org/html/2571/257119519003/> Acesso em março de 2018.

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL - MPF. Operação Lava Jato. Disponível em: <http://www.lavajato.mpf.mp.br/>. Acesso em março de 2018.

NASSIFF, Elaina; SOUZA, Crisomar Lobo. Conflitos de Agência e Governança Corporativa. Caderno de Administração. Revista da Faculdade de Administração da FEA. ISSN 1414-7394, v. 7, n. 1, 2016. Disponível em <https://revistas.pucsp.br/index.php/caadm/article/view/9496 >. Acesso em março de 2018.

NOSE, E. T.; SANTAELLA JUNIOR; N. J.; ARGENTINO, L. G.; SOUSA, J. L. M.; ROSINI, A. M. Comunicação no processo de implantação da governança corporativa em empresas. Disponível em: <http://revistaseletronicas.fmu.br/index.php/RMGC/article/view/1208/1214>. Acesso em março de 2018.

POLICIA FEDERAL. Operação Lava Jato desarticula rede de lavagem de dinheiro em 7 estados. 2014. Paraná. Disponível em: <http://www.pf.gov.br/agencia/noticias/2014/03/operacao-lava-jato-desarticula-rede-de-lavagem-de-dinheiro-em-7-estados>. Acesso em março de 2018.

SANTOS, Luciana de Almeida Araújo; LEMES, Sirlei. A Lei Sarbanes-Oxley: uma tentativa de recuperar a credibilidade do mercado de capitais norte-americano. In: Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, 4º, São Paulo. Anais. FEA/USP. 2004. Disponível em: <http://www.congressousp.fipecafi.org/anais/artigos12004/299.pdf > Acesso em março de 2018.

SILVA DE ARRUDA, Giovana; ROSSI MADRUGA, Sergio; IZAGUIRRY DE FREITAS JUNIOR, Ney. A governança corporativa e a teoria da agência em consonância com a controladoria. Revista de Administração da Universidade Federal de Santa Maria, v. 1, n. 1, 2008. Disponível em <http://dvl.ccn.ufsc.br/congresso/anais/1CCF/20090723162546.pdf>. Acesso em março de 2018.

SILVA, F. F.; AZEVEDO, Y. G. P.; FONSÊCA, E. H. A.; GOMES, A. M. Efeitos da Governança Corporativa no Disclosure de Capital Intelectual em Empresas Brasileiras. 2017. Disponível em: <http://conferencias.unb.br/index.php/ccgunb/ccgunb3/paper/view/5940>. Acesso em março de 2018.

Publicado
2020-08-27
Como Citar
Fiuza, M. H. B., & Ferreira, L. (2020). A GOVERNANÇA CORPORATIVA COMO INSTRUMENTO PARA EVITAR A FALÊNCIA DE EMPRESAS. Revista Ensaios Pioneiros, 4(1), 61-78. https://doi.org/10.24933/rep.v4i1.93
Seção
CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS APLICADAS

DB Error: Table 'ojs3_ensaiospioneiros.funders' doesn't exist