METODOLOGIAS ATIVAS NO ENSINO SUPERIOR: A ARTICULAÇÃO DA RESOLUÇÃO DE SITUAÇÕES PROBLEMA COM O ENSINO POR MEIO DE PROJETOS EM PRÁTICA

João Fábio Diniz

Resumo


O presente artigo visa discutir a importância das metodologias ativas no ensino superior no contexto atual, no qual o modelo em que o professor era pensando como um mero transmissor de conteúdos se tornou obsoleto. Com efeito, busca-se apresentar duas das metodologias ativas – a aprendizagem através da resolução de situações problema e a aprendizagem por projetos –, e mostrar com ambas podem ser trabalhadas de maneira conjunta para sustentar práticas pedagógicas que realmente sejam capazes de utilizar os conteúdos como matérias primas para a construção de habilidades e competências aptas a levar o futuro egresso ao papel de protagonista em sua atuação profissional. Para tanto, operou-se com a definição conceitual de tais metodologias e com a análise de duas práticas pedagógicas que se basearam na conjugação das mesmas: uma desenvolvida no curso presencial de Licenciatura em Matemática na UNIFEOB e outra no curso online de Pedagogia da mesma instituição.

Texto completo:

PDF

Referências


ALBUQUERQUE, Fátima. Educação Infantil vai além do cuidar. A Tribuna – Jornal Digital do Mato Grosso. Fevereiro de 2015.

BENDER, Willian N. Aprendizagem baseada em projetos: educação diferenciada para o século XXI. Porto Alegre: Penso Editora, 2015.

BERBEL, Neusi Aparecida Navas. As metodologias ativas e a promoção da autonomia de estudantes. Semina: Ciências Sociais e Humanas, v. 32, n. 1, p. 25-40, 2012.

CASTELLS, Manuel & ESPANHA, Rita. A era da informação: economia, sociedade e cultura. São Paulo: Paz e terra, 1999.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

HOHENWARTER, Markus & HOHENWARTER, Judith. Ajuda GeoGebra: Manual oficial da versão 3.2. Sl: sn, 2009.

KENSKI, Vani Moreira. Educação e Tecnologias: o novo ritmo da informação. Campinas: Papirus, 2015.

LOVATO, A., YIRULA, C. P. & FRANZIM, R. (org.). Protagonismo – a potência de ação da comunidade escolar. São Paulo: Alana Editora, 2017.

MAZUR, Eric. Peer instruction: a revolução da aprendizagem ativa. São Paulo: Penso Editora, 2015.

MOREIRA, M. N.; LEMOS, I. M.; SACARMOCIN, M. F. P. Um por todos e todos por um. O que é pedagogia de projetos? Revista Nova Escola, Fundação Victor Civita, edição de maio de 1998.

PERRENOUD, Philippe & THURLER, Monica Gather. As competências para ensinar no século XXI: a formação dos professores e o desafio da avaliação. Porto Alegre: Artmed Editora, 2009.

RIBEIRO, Luis R. Camargo. Aprendizagem baseada em problema (PBL): uma experiência no ensino superior. São Carlos: Edufscar, 2008.

TOYOHARA, D. Q. K., de SENA, G. J., de ARAÚJO, A. M., & AKAMATSU, J. I. Aprendizagem Baseada em Projetos – uma nova Estratégia de Ensino para o Desenvolvimento de Projetos. In: PBL – Congresso Internacional. 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista Ensaios Pioneiros

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Universidade São Francisco
CNSP-ASF | Casa de Nossa Senhora da Paz - Ação Social Franciscana